Alguns princípios elementares

Deve começar por exercícios ditos aeróbicos como caminhar, correr, andar de bicicleta ou nadar, porque são de longa duração e de intensidade moderada. Obrigam a movimentar grandes massas musculares, como as pernas e os glúteos, e requerem uma respiração profunda, pois o organismo precisa de muito oxigénio para produzir energia. Nestes exercícios, o coração trabalha com mais força, para bombear o sangue. Por isso, são bons para o sistema cardiovascular. Além disso, quando se prologam no tempo, consomem energia e levam à perda de gordura. os exercícios anaeróbicos são, normalmente, de menor duração, mas muito intensos. Correr a toda a velocidade, subir escadas a correr e jogar futebol são exemplos de esforços deste tipo.

Kenneth Cooper é o pai do movimento aeróbico, nascido nos Estados Unidos da América e, posteriormente, estendido à Europa. A aeróbica é uma abordagem científica do movimento e dos seus efeitos no organismo. Etimologicamente, significa “com oxigénio”. O termo engloba todos os exercícios que exijam um esforço sustentado do coração e dos pulmões’ . assim como um trabalho muscular importante. O seu oposto. o anaeróbico, compreende exercícios que não reclamam esforço cardíaco ou são demasiado curtos e violentos, como os sprints. Os desportos que desenvolvem a resistência também são aeróbicos, pois aumentam a  capacidade de utilização do oxigénio. São sinonimo de saúde e bem-estar porque fortalecem o coração, os pulmões e as artérias e constroem o músculo. Agem em profundidade no organismo. Pelo contrário, os desportos anaeróbicos não favorecem esse trabalho de fundo. O oxigénio utilizado, e rapidamente esgotado, é o do músculo.

Os desportos aeróbicos por excelência são o jogging, o ciclismo e a natação. O segredo de uma actividade física aeróbica bem-sucedida está em praticá-la de forma contínua, durante cerca de 30 minutos, aumentando o ritmo cardíaco até aos 60 ou 80 por cento do seu máximo. Abaixo desse limiar, não há efeitos aeróbicos. Acima, ultrapassa-se o limite de segurança e só as pessoas já bem treinadas podem fazê-lo sem perigo.

Aconselhamos a não adoptar uma prática desportiva de forma demasiado brusca. Também não é necessário inspirar uma quantidade excessiva de ar (hiperventilação) para que a assimilação de oxigénio seja satisfatória.