O balanço
Uma vez anotados os números, falta a análise e o balanço. A sua alimentação é equilibrada? Para a resposta ser positiva, é necessário que cerca de 10 a 15 por cento das calorias provenham das proteínas, 20 a 35 por cento das gorduras e 45 a 60 por cento dos hidratos de carbono (valores de referência ). O cálculo seguinte permite-lhe saber se está dentro ou fora da norma.

Tomemos como valor diário de referência um total calórico de 2000 quilocalorias, das quais, por exemplo, 600 são de origem proteica. Aplique uma regra de três simples:

(n.° de calorias proteicas x 100) + n.° de calorias totais. Ou seja, (600 x 100) – 2000 = 30% de calorias proteicas.

Faça o mesmo cálculo para as gorduras, os hidratos de carbono e o álcool. A soma de todas as percentagens deve dar 100 por cento.

Através destas contas, apercebemos-nos, por vezes com grande surpresa, do quanto os nossos hábitos alimentares são desequilibrados. Por exemplo, 30 por cento de calorias proteicas representam o dobro do necessário. O balanço alcoólico não deve ultrapassar cinco por cento do total. Dez por cento já é o dobro e, no entanto, em média, isso corresponde a três copos de vinho ou a um único copo de whisky. Existem também os pequenos desequilíbrios ignorados, os petiscos esquecidos…