A infância

Costuma-se dizer que uma criança gorducha é saudável. Na verdade, a sua saúde está em risco, porque é mais vulnerável às constipações e à asma e pode sofrer deformações nas articulações das pernas. Além disso, tem grandes probabilidades de se tornar num adulto obeso. Deixar uma criança engordar é, provavelmente, condená-la a ter de lutar toda a vida para recuperar o controlo do seu peso.

Um adulto pode sentir-se bem com a sua corpulência, mas as crianças obesas têm tendência a sentirem-se marginalizadas. Acham-se diferentes dos outros, com quem não podem brincar com a mesma destreza. Muito frequentemente, tornam-se motivo de chacota dos seus companheiros de brincadeira.

É difícil explicar porque é que umas crianças engordam e outras não. Sabe-se que a alimentação do bebé, durante os primeiros meses  de vida, é extremamente importante. Diversos estudos demonstram que algumas crianças obesas têm um maior número de células adiposas e de dimensões superiores ao normal, pelo que armazenam mais gordura.

Se uma criança é feliz, alegre e está manifestamente bem, não há qualquer motivo para preocupação. Contudo, é necessário que a curva do aumento de peso acompanhe o valor recomendado para a idade.