Saltar o pequeno-almoço

A maioria das pessoas obesas não toma uma refeição satisfatória de manhã. É o primeiro hábito a modificar, mesmo que obrigue a levantar mais cedo. Este erro leva a outro: petiscar. Dele falaremos mais adiante. Quem, mesmo sem pequeno-almoço, aguenta sem comer até ao almoço, suporta um jejum de cerca de 16 horas desde o jantar da véspera, o que afecta a sua produtividade e o seu metabolismo. Quando chega a hora do almoço, o organismo apressa-se a armazenar calorias, precavendo o próximo jejum, o que constitui um obstáculo ao emagrecimento.

O pequeno-almoço deve contribuir com 25 a 30 por cento das calorias necessárias ao dia, e o almoço e o jantar com 30 a 40 por cento. A primeira refeição do dia pode ser uma oportunidade para experimentar a nova alimentação de que temos vindo a falar: cereais integrais, frutos, leite ou iogurte. Uma refeição completa para iniciar o dia e evitar.